aula de yoga

O yoga como aliado da dança

O yoga pode ser considerado uma ferramenta para ampliar a nossa vitalidade, saúde, qualidade de vida e longevidade. O conjunto de técnicas específicas praticadas nas aulas de yoga engloba respiração, concentração, meditação, alongamento, flexibilidade, torções, tônus muscular, contrações abdominais, equilíbrio e invertidas, com o objetivo de desenvolver o autoconhecimento e consciência mental corporal.

As técnicas atuam na regulação hormonal e produção de neurotransmissores, com atuação direta em quadros de ansiedade, depressão, estresse, baixa autoestima, compulsão alimentar e outros transtornos psíquicos, além de potencializar a capacidade respiratória, resistência física, amplitude dos movimentos articulares, e diversos outros efeitos fisiológicos. É sabido que o yoga reduz os níveis de cortisol, conhecido como o “hormônio do estresse”.

postura yoga invertida

Benefícios do yoga para bailarinos

Para bailarinos e estudantes de dança, os benefícios são óbvios: a sincronia entre respiração e movimentos oxigena o cérebro e relaxa o corpo, excelente para aplicar nos intervalos entre treinos e espetáculos. A prática também é conhecida por melhorar a concentração e a memória dos praticantes, fundamental para as pessoas que dançam. Tanto nas aulas como nos espetáculos, o bailarino requer da memorização de sequencias de passos, muitas vezes longas e complexas. Como o yoga exige muita atenção na execução das posturas e na respiração, a atividade melhora a circulação sanguínea, intensificando o funcionamento do cérebro e aumentando sua capacidade de memória.

Posturas praticadas nas aulas de yoga

Pranayama é a expansão da bioenergia através de técnicas de respiração. Kriya são técnicas de contração abdominal para a purificação de mucosas. Yoganidra são técnicas de descontração e relaxamento. Samyama são técnicas de concentração, meditação e hiper consciência. Ásana são técnicas para fortalecimento e expansão da consciência corporal. Falaremos mais em detalhe do Sirshásana, Ásana da cabeça ou invertida sobre a cabeça.

postura yoga

Considerado o ásana Rei, pai de todos os ásanas, sirshásana é a técnica corporal mais importante do yoga e a que mais promove benefícios à estrutura biológica do ser humano. É um ásana poderoso que alia técnicas de concentração, respiração, equilíbrio, tônus muscular e consciência corporal.

Para que seus efeitos sejam assimilados pelo organismo é recomendável a permanência na postura entre pelo menos 1 e 5 minutos diariamente, de preferência após uma prática de yoga, alguma outra atividade física que você já pratique, ou ao acordar, para que o sangue oxigenado potencialize os efeitos da técnica.

Benefícios da invertida sobre a cabeça

Retorno sanguíneo e oxigenação cerebral: nessa postura usamos a força da gravidade favorecendo o retorno sanguíneo dos membros inferiores, prevenindo e revertendo problemas circulatórios. Por outro lado, o cérebro, medula espinhal, olhos, ouvidos, nariz, garganta, coração e órgãos vitais são irrigados com mais sangue oxigenado, estimulando assim o bom funcionamento das capacidades cognitivas, concentração, memória, raciocínio, sinapses e todos os processos fisiológicos das respectivas regiões.
ásana rei

Irrigação dos órgãos dos sentidos: essa dose extra de sangue oxigenado beneficia também os órgãos dos sentidos localizados na região da cabeça, incluindo a pele do rosto devido a um melhor aporte de nutrientes para as células que formam os tecidos dessa região.

Reforço imunológico: melhora o fluxo do sistema linfático que desempenha um papel fundamental no sistema de defesa do organismo.

Reposiciona os órgãos da região abdominal: muitas pessoas sofrem de ‘queda dos órgãos’ ou visceroptose. As posturas invertidas favorecem o reposicionamento dos órgãos dentro da região do abdômen e tórax.

Melhora do humor, administração o estresse e combate à depressão: um estudo da Universidade da Califórnia mostrou que uma prática de yoga que inclui invertidas pode melhorar o humor e reduzir os sintomas da depressão. A presença das invertidas na prática também se relacionou com a normalização do hormônio cortisol e com o aumento da circulação de endorfinas que por sua vez ajuda a lidar com situações de tristeza e ansiedade. Os indivíduos que usam invertidas como parte de uma prática diária de yoga relataram uma sensação de confiança e coragem ao longo do dia.

Flexibilidade mental e resiliência: a experiência de sentir o corpo no espaço de uma maneira diferente desloca o ponto de vista e estimula uma ressignificação de certos padrões de comportamento e de percepção tornando o indivíduo mais flexível e adaptável às mudanças e  situações adversas.

Retarda os processos de envelhecimento: devido a todos esses efeitos, costuma se dizer que, quando estamos numa postura invertida, os ponteiros do relógio param ou até mesmo rodam em sentido contrário.

 

Deste modo, a prática diária das técnicas do yoga amplia o nível de consciência e cuidados sobre o corpo e a mente, e aumenta a performance em suas práticas físicas de todo tipo (esportes, artes marciais, dança) e demais atividades do cotidiano.

postura de cabeça

Na Cia das Artes, as aulas de yoga do professor Caio Naddeo acontecem aos sábados, das 9h30 às 10h30. A metodologia utilizada é baseada nas raízes das filosofias do Sámkhya e do Tantra e que visa a parte técnica do yoga, desprovida do cunho místico e religioso. Todas as técnicas citadas neste blog são praticadas nas aulas.

Fontes: www.paixaopeladanca.com.br; www.yogainternational.com; Caio Naddeo

Search

+